Home Homenagem
Homenagem | Mulheres de fé e reação
Wednesday, 13 March 2019 00:00


Quando nos dispomos a falar sobre o Dia da Mulher, em especial nós do segmento evangélico, olhamos para a Palavra de Deus e encontramos verdadeiras lendas que acabaram por virarem referenciais. Mulheres como Débora, que governou Israel; como Abgail, que pacificou o coração do Rei Davi; Raabe, que lutou contra tudo e todos para não cair no fatalismo; Rute, a mulher fiel, leal e dedicada à sua sogra; Ana, mulher de oração que acreditava nas promessas de Deus... Poderíamos enumerar muitas mais. Mas não podemos deixar de mencionar, Maria, a mãe de nosso salvador.

Poderíamos sair do víeis cristão e ir para a história da humanidade, mais precisamente a que conseguimos abarcar, os últimos dois mil anos de nossa existência. Vamos encontrar nesse período mulheres que escreveram a nossa história de uma forma maravilhosa. Joana D’arc na França, importante personagem na guerra contra os ingleses; Madre Teresa de Calcutá, talvez o maior nome da caridade de todos os tempo; Margareth Thatcher, primeira mulher a ocupar um posto de primeiro-ministro no Reino Unido; E uma da minha terra: Cora Coralina, poetisa, doceira de profissão, que alheia aos modismos literários nos revelou o modo simples de vida de Goiás Velho, cidade no interior de Goiás. E poderíamos ir muito mais além, no nosso século mesmo, com Princesa Diana, Benazir Bhutto, Evita Peron, Indira Ganhi etc.

Há também as que romperam com os limites culturais de seu tempo e espaço como a primeira mulher a conduzir um avião, a trabalhar numa fábrica, a que voou em um foguete no espaço, as que diligentemente conduziram países, as que administraram grandes corporações, as que quebraram barreiras éticas por ser a primeira mulher negra a se sentar em um banco de ônibus aqui nos Estados Unidos e as mulheres que salvaram vidas.

Você sabia que as escadas de incêndio, botes salva vidas, a primeira linguagem de programação de computador, a seringa e inúmeras outras coisas foram inventadas por mulheres? E você gosta de WI-FI? Pois é, Hedy Lamarr, uma atriz austríaca, foi quem inventou a base para tudo o que conhecemos de WI-FI e GPS em nossos dias.

Mas olhamos e vemos tudo isso tão distante de nós, e muitas vezes nos esquecemos das mulheres que estão fazendo história no nosso tempo, e aqui mesmo, em Atlanta e cidades circunvizinhas. Mulheres que merecem ser notadas e honradas não somente durante um dia do mês de março, mas todos os dias do ano, pela forma como escrevem a nossa história aqui na América.

Mulheres que todos os dias ao se levantaram despedem-se de seus maridos e filhos para realizarem os seus sonhos e de seus familiares através do trabalho de limpezas de casas, de recepcionistas, de motoristas de Uber, muitas delas também na construção, outras como editoras de revistas, médicas, empresárias do ramo cosmético, secretárias, advogadas, baby sitters e inúmeras outras profissões. E depois de longas horas de trabalho, ainda enfrentam algumas horas para aprender um outro idioma ou outra formação. Voltam para os seus lares, onde a família lhe espera, para desempenharem juntos as funções familiares.

Mulheres de mudanças, transformações e revoluções, movimentando-se sempre em direção a algo maior e melhor. Mulheres que lutam contra o fatalismo que lhes é imposto por situações duplamente piores do que, às vezes, é imposto a um homem. Assim como na história bíblica, bem como na história recente da humanidade, aqui em Atlanta-GA e em outras partes da América, encontramos mulheres que todos os dias tomam decisões firmes, mesmo que isso signifique ir contra tudo e todos para obter a realização de sonhos.

Mulheres que acreditam nas outras pessoas, porque aprenderam a batalhar não somente por elas, mas pelo próximo também. Quantas ações humanitárias e filantrópicas não são realizadas em nosso meio encabeçadas por mulheres que sonham os sonhos dos outros; que acreditam onde outros desistiram, que dizem não à passividade; que têm uma fé enorme seguida de atitudes e ações.

Sei que vai soar como defesa em causa própria, mas há mulheres de lideranças religiosas, conhecidas às vezes como "a mulher do pastor" ou "a pastora", às vezes sem nome, sem identidade, somente a mulher do fulano ou sicrano. Mas estas são mulheres que sustentam toda uma comunidade com suas preces e sacrifícios, cujas casas se tornam hotéis e restaurantes para pessoas que chegam de outros lugares e não têm para onde ir. Mulheres que, em determinados momentos, estão chorando as suas crises e limitações, e ao mesmo tempo sorrindo para a vida, porque outras vidas dependem do seu sorriso.

A nossa comunidade é riquíssima em mulheres extremamente competentes naquilo que fazem sem perder a sua feminilidade, mostrando ao mundo que é possível sim, vencer, mesmo quando tudo conspira contra, que aceitam os desafios em função do grande amor que reside em vossos corações. Mulher é a expressão máxima da vida, do amor e da cumplicidade.

Parabéns a todas a mulheres de nossa comunidade! Nós a honramos como nos ensina a Bíblia, como se honra um rei. A história dos Estados Unidos da América é feita de mulheres como as nossas, brasileiras, que tiraram forças de onde não tinham para escrever histórias de sucesso.



Pastor Marcos Muniz
Igreja Assembléia de Deus Restaurando Vidas em Atlanta

Last Updated on Wednesday, 13 March 2019 18:27
 


Translate

Portuguese English Spanish