Home Culturalizando
Culturalizando | “OS GIRASSÓIS DE VAN GOGH” – RAIMUNDO SODRÉ
Wednesday, 14 October 2020 00:00


Autêntico mestre do samba-chula da Bahia e também um dos maiores representantes da belíssima música do recôncavo baiano, o cantor, compositor e multi-instrumentista Raimundo Sodré apresenta ao grande público a sua mais recente obra, o CD intitulado “Os Girassóis de Van Gogh”.

Produzido através de seleção em edital da Secretaria de Cultura da Bahia e com produção musical assinada pelo maestro Gerson Silva e por Nestor Madri, o álbum levou o artista a indicação ao Prêmio da Música Brasileira de 2017, concorrendo na categoria “Melhor Cantor Regional”.

“Os Girassóis de Van Gogh” traz a proposta de resgatar e valorizar a cultura do Nordeste Brasileiro, sem dispensar o olhar para as influências africanas e, em certos aspectos, universais. “Não estão cuidando bem do nosso legado cultural, precisamos ter mais dengo com o que é nosso. Precisamos “dengar” as crianças que estão sendo maltratadas nas ruas, precisamos cuidar dos rios e das matas, para que possamos ter um mundo mais harmonioso”, discursa Sodré.

Há mais de 40 anos, o artista vem promovendo a cultura baiana no Brasil e no mundo, com um majestoso repertório de chulas, sambas, baiões, aboios e outros ritmos que marcaram sua carreira e que vestem a sua arte. Inclusive, vale ressaltar que Sodré ficou popularmente reconhecido no Brasil com o sucesso de “A Massa”, lançado no início dos anos 1980, no Festival da Nova MPB 80. Foi neste festival que aconteceu a sua estreia em rede nacional, quando esta canção de sua autoria em parceria com o saudoso Jorge Portugal, foi classificada.

Este seu recente álbum é o sexto da sua brilhante carreira. Entre as canções inéditas, está a chula autoral “Girassóis de Van Gogh” - que dá título a esta obra. “Sodré retrata, na letra dessa canção, mundos que se comunicam, trazendo referências, tanto do artista plástico holandês Van Gogh, quanto das tradições e raízes do Recôncavo Baiano. É também um relato das lembranças de Sodré quando esteve, pessoalmente, diante das obras-primas do mestre da pintura impressionista”, segundo o jornalista Tasso Franco.

As outras canções do disco são: “Rumo das Águas”, “Por quê?”, “O Ferro de Passar Roupa” (De autoria de Carlos Vilela e Gilton Dela Cella), “Guerreira Rainha” (De autoria de Roberto Mendes e Roberto Portugal), “Não brinque comigo” (De autoria de Bule-Bule), “O beijo de Saphira”, uma cantiga de ninar que Sodré compôs em homenagem a sua filha Saphira e “Dói Dói (Fraternité Egalité)”.

Dentre as faixas que Raimundo assina em parceria, estão: “ Brincar de Querer” (De autoria de Sodré com João Sereno e Kaká Bahia), e “Ao Recôncavo” (De autoria de Sodré com Jorge Franklin Pereira).

Nascido em Ipirá, no interior da Bahia, aos 70 anos de idade, após longa passagem pela França e com muita história para contar, Sodré se mantém jovem no exercício da arte. Fusão de caboclo com negro, de Recôncavo e Sertão, como definiu o santo-amarense Roberto Mendes, o compositor Raimundo Sodré é uma expressão ímpar da Bahia.

Com seu novo disco e muitos shows pela frente, Raimundo Sodré mostra que está em plena forma, compondo, tocando e cantando como nunca. “Os Girassóis de Van Gogh” é o movimento de retomada da posição que nunca deixou de ser sua: um dos grandes artistas de sua época.

Para saber mais sobre o artista, acesse sua página no Facebook (Raimundo Sodré). Quanto ao álbum, para adquiri-lo, o mesmo encontra-se disponível à venda nas em todas as plataformas digitais.



Fernanda Noronha
Cantora, Compositora e Produtora Cultural

Last Updated on Wednesday, 14 October 2020 20:42
 
« StartPrev123NextEnd »

Page 1 of 3

Translate

Portuguese English Spanish