Home Bem estar
Bem Estar | ADOLESCENTES: Ansiedade e a pandemia
Wednesday, 17 June 2020 00:00


Um dia acordamos e nos deparamos com a epidemia do coronavírus, e toda a nossa vida mudou. Para muitos, acordar com ansiedade está se tornando tão comum quanto tomar café da manhã. Todos nós nos sentimos forçados a lidar com os efeitos de uma pandemia e agora somos obrigados a enfrentar as realidades comoventes da brutalidade e desigualdade da polícia. Os adolescentes têm sido muito afetados com toda essa quantidade de informação. Muitas famílias presenciam seus filhos acordando pela manhã ansiosos, estressados e frustrados. O que podemos fazer para nos libertar desse sentimento?

Os estados de ansiedade, questionamentos e incertezas estão presentes na maioria das pessoas hoje em dia. Tudo está mudado e temos que nos adaptar a novos formas de relacionamentos e manejar turbilhões de emoções diariamente. O apocalipse do corona tem devastado os adultos, mas o impacto nos teenagers tem sido muito maior, visto que a adolescência é uma fase em que o desenvolvimento está a todo o vapor, com a formação da identidade, do carácter, dos valores e da moral.

Essa ansiedade é causada pela impotência e pela vontade de ver um mundo melhor. Agora com a pandemia, é muito importante que os adolescentes guiados pelos pais possam equilibrar o tempo dispensado com as notícias e tempo de lazer mesmo agora. Atividades de lazer e discussões de grupo usando plataformas online são uma forma de expressar a sua voz e ter um senso de empoderamento. Atividades artísticas expressando a indignação social, exercícios respiratórios e físicos são importantes, não só para aliviar a ansiedade, mas também para a autoestima.

Leia a seguir algumas perguntas e respostas de adolescentes e adultos que convivem com eles para ajudar a compreender e como lidar com situações de ansiedade neste período de pandemia.


O QUE FAZER QUANDO ME LEVANTO TODOS OS DIAS SENTINDO ANSIEDADE PELO ESTADO ATUAL DO MUNDO?


É necessário criarmos um espaço de segurança interno onde nos colocamos em conexão com a estabilidade emocional. Para por alguns minutos, desligar os eletrônicos, ouvir música, sentir um aroma de uma essência do seu gosto, desenhar ou até mesmo montar um quebra-cabeças ajuda na mudança de foco e coloca o adolescente com os pés no chão.

Os adolescentes são influenciados pelo grupo. Então, assistir o sofrimento alheio de outros grupos os impulsiona a criar uma atitude de compaixão e de união contra as normas sociais. É natural o ímpeto de querer justiça e mudanças, porém é muito importante lembrar que há coisas as quais podemos controlar e outras que não.

Uma rotina saudável em que os adolescentes possam contar com os familiares que possam ajudá-los enquanto os ouvem sem críticas pode ajudar. Além disso, os pais podem apoiar os filhos com o incentivo de deles encontrarem com seus amigos por plataformas online, ou que eventualmente se encontrem pessoalmente com os colegas usando os devidos equipamentos de proteção e mantendo a distância social.


MINHA FILHA, QUE NUNCA TEVE PROBLEMAS PSICOLÓGICOS, TEM ACORDADO COM ANSIEDADE E TENHO NOTADO NELA UM PÂNICO PARALISANTE QUE ARRUÍNA O RESTO DO SEU DIA. O QUE É E O QUE CAUSA ESSA ANSIEDADE MATINAL? O QUE DEVO FAZER PARA AJUDÁ-LA?


Primeiramente, a validação dos sentimentos de sua filha é importante para criar uma comunicação clara e dar suporte à adolescente. Também é importante notar como os demais estão se sentindo em casa. Muitas vezes as crianças e adolescentes assimilam sentimentos ou conflitos não expressados dentro do grupo familiar. Se isto está ocorrendo, é sugerido que seja conversado sobre temas como medo, incertezas e que os pais compartilham como se sentem no dia a dia.

Ansiedade matinal é o resultado de uma noite mal dormida que já começou errado antes de dormir. É muito importante o preparo na noite anterior, com o decréscimo do contato com a mídia, a TV, os eletrônicos em geral, os tipos de filmes assistidos antes de dormir. Também ambiente da casa precisa estar calmo e os ritmos desacelerados. A família como um todo precisa iniciar um processo de paz, calma e harmonia, pois todos serão afetados.

A alimentação também pode afetar os altos níveis de ansiedade. Uma dieta com muito açúcar, carboidratos e pobre em proteínas e vegetais também podem afetar os níveis de humor. Então, é bom começar o dia com uma dieta balanceada.

Atividades em conjunto ou até mesmo a presença do pai ou da mãe perto deles pode ajudar acalmarem-se. Um toque nas costas ou mesmo um gesto de afeição como um abraço os ajudam a acalmarem-se. Muitas vezes alguns adolescentes recusam o contato físico com os pais, então, apenas fique perto e escutem música juntos; paulatinamente se acalmarão e a comunicação fluirá. Se os sintomas se intensificarem, vale buscar ajuda profissional.


COMO POSSO IDENTIFICAR SE MEUS FILHOS TÊM ANSIEDADE MATINAL?


Observe se seu filho se recusa a sair do quarto, se sua fala expressa medo excessivo ou teve pesadelos durante a noite. Veja se está relacionado com algum tipo de problema externo ou mesmo familiar. Observe e pergunte ao seu filho se está feliz ou se algo o incomoda. Vale reforçar que a adolescência é uma fase conturbada na qual o corpo físico e as emoções estão em pleno desenvolvimento causando certa ansiedade.


EU ACORDO ME SENTINDO EXTREMAMENTE TENSO MEU PEITO APERTADO. MINHA MENTE ESTÁ SEMPRE ACELERADA E MEU ESTÔMAGO DÓI ANTES MESMO DE EU SAIR DA CAMA. ISSO É SINTOMA DE ANSIEDADE?


Esses são sintomas de ansiedade sim. É importante observar seu ambiente, o estado emocional da família, e quais são os agravadores do seu estresse. Nos adolescentes, com o advento do isolamento social, esses sintomas podem se agravar. É importante lembrar-se de que estes sintomas são a pontinha de um iceberg. Eles expressam conflitos internos que ainda não foram esclarecidos. Vale a pena pedir para o adolescente se expressar. Se não for possível, busque ajuda profissional de um psicólogo ou psiquiatra para uma avaliação geral. Com uma avaliação profunda, geralmente encontra-se problemas familiares e conflitos não resolvidos, e por isso os adolescentes estão manifestando. É importante os pais fazerem um exame de consciência e se perguntarem se algo os incomoda e como isto pode estar afetando seus filhos.


QUAL A DIFERENÇA ENTRE ESTRESSE E ANSIEDADE, E QUAL É MAIS GRAVE?


O estresse é uma reação biológica que nos orienta a reagir quando sentimos que algo não está bem ou algo está por vir, e gera uma reação fisiológica que estimula nossa performance a nos proteger, ou até nos impulsiona a ação para realizarmos algo. Todo estresse eleva a nossa taxa normal de um hormônio chamado cortisona, o pode causar vários sintomas como exaustão, doenças físicas e emocionais, bem como dificuldades de dormir, problemas de concentração, dores físicas, baixa resistência, imunológica, afeta o humor, entre outros.

Já a ansiedade vem associada aos sintomas de depressão e ataques de pânico, e pode ser tratada. É causada por fatores genéticos e/ou ambientais e/ou temperamento. O tratamento para ansiedade pode ser eficaz e os sintomas são: nervosismo, tremores, pânico, sentimentos, problemas gástricos, problemas para dormir, dificuldade de lidar com os gatilhos que provocam as ansiedades, ou até mesmo em resolver questões práticas da vida, fobias, excessiva preocupação.


A ANSIEDADE, QUE INDUZ SINTOMAS MENTAIS E FÍSICOS INTENSOS É PERIGOSO PARA A PESSOA AFETADA?


Se uma desordem de ansiedade não for tratada adequadamente, com o passar do tempo a tendência será piorar os sintomas e a longo prazo a pessoa se desestabilizar mais, causando doenças físicas relacionadas ao coração, diabetes, alterações no peso, obesidade e alterações no sistema imunológico. É muito importante dar a atenção devida à ansiedade presente a tratá-la.


SE NÃO TEMOS UM SISTEMA IMUNOLÓGICO SAUDÁVEL, ESTAMOS MAIS PROPENSOS À ANSIEDADE?


A ansiedade excessiva causa sim o desequilíbrio imunológico e as disfunções corporais. Os altos níveis de cortisona enfraquecem o sistema imunológico e causam doenças. Por isso é muito importante estar ciente do tratamento da ansiedade e praticar técnicas de relaxamento, rir com mais frequência, meditar para acalmar a mente e estabilizar as funções físicas e mentais.


O MEDO CONSTANTE DE CONTRAIR O CORONAVÍRUS PODE VIRAR UMA ANSIEDADE?


O estado constante de medo e negatividade alteram a realidade devido aos pensamentos negativos constantes. O isolamento social e a incerteza de quando a vida “retornará ao normal” foge do nosso controle. Se a pessoa se sente super isolada e não tem uma rede de suporte, se encontra fragilizada emocional e fisicamente, ela se sente mais vulnerável a desenvolver crises de ansiedade. O contato com o próximo é muito importante por via virtual, pois o senso de conectividade permanece e a unidade também. O autocuidado e a rotina saudável ajudam a desenvolver um plano preventivo a ansiedade.


QUANDO DEVO BUSCAR AJUDA PROFISSIONAL AO NÃO CONSEGUIR MAIS LIDAR COM MINHA ANSIEDADE E A DOS MEMBROS DA MINHA FAMÍLIA?


Quando os sintomas saem de controle, com sintomas físicos como extrema dor no peito parecendo um ataque do coração ou quando há o impedimento de levar uma vida normal, é importante buscar uma avaliação médica, que o que encaminhará para um psicólogo e um psiquiatra, quem avaliará a necessidade de medicação para a ansiedade. Vale lembrar que os tratamentos mais eficazes se dão pela combinação de psicoterapia e a administração de medicação quando necessária, dependendo do grau de ansiedade apresentado. Há também tratamentos alternativos como acupuntura e técnicas de relaxamento combinados com a psicoterapia. Mas a avaliação médica é imprescindível para determinar as melhore formas de tratamento.



Dra. Erica Carretero
Psicóloga na Art Of Healing Atlanta-Clinic
www.artofhealinginc.com
Phone: (404) 355-1662

Last Updated on Wednesday, 17 June 2020 19:48
 
« StartPrev123456NextEnd »

Page 1 of 6

Translate

Portuguese English Spanish